Oportunidades

Certificação Kosher: um guia para produtores

Certificação Kosher: um guia para produtores

A Certificação Kosher (ou Kasher, seguindo a pronúncia hebraico israelense) tem sido vista por muitos produtores como uma oportunidade de alcançar novos mercados e aumentar as vendas de produtos de origem animal, principalmente quando se trata de exportação.

Prova disso é o aumento significativo no consumo de produtos kosher ao redor do mundo, causado pela associação cada vez maior da Certificação com produtos saudáveis e de qualidade – e não estritamente por razões religiosas, como era o caso de alguns anos atrás.

Mas será que todos os produtores realmente entendem o que é a Certificação Kosher e quais são os benefícios que ela pode proporcionar ao produtor?

Neste artigo, vamos explicar tudo sobre ela. Acompanhe.

O que é a Certificação Kosher?

A Certificação Kosher pode ser definida como o selo de qualidade usado para comprovar que um determinado alimento foi produzido, abatido (no caso de produtos de origem animal) e transportado de acordo com as leis da religião judaica, baseadas na Bíblia Judaica (Torá) e Talmude.

Hoje essas leis ainda são seguidas por judeus, muçulmanos e adventistas de todo o mundo, especialmente aqueles presentes em países europeus e do Oriente Médio.

Por muito tempo a Certificação Kosher era usada como uma referência voltada exclusivamente para esse público religioso, mas com a popularização do termo e associação do selo com produtos de qualidade absoluta, atualmente atende muitas pessoas sem vínculos religiosos, mas que buscam alimentos de origem animal mais saudáveis e humanizados.

Como disse Felipe Kleiman, especialista e consultor em Certificação Kosher:

“No Brasil existe uma abertura para um mercado de pessoas de uma classe social mais alta, que circulam em viagens internacionais, e que têm acesso a esse conhecimento. E que seriam pessoas altamente permeáveis ao consumo de produtos Kosher porque eles representam uma garantia a mais em relação ao produto não Kosher.”

Como funciona o processo de certificação?

O processo para obtenção da Certificação Kosher é relativamente simples, mas pode demorar mais ou menos dependendo das condições da empresa solicitante e da velocidade nas adequações exigidas pela organização que emite o documento.

O primeiro passo é procurar uma entidade judaica capaz de emitir a Certificação Kosher no Brasil.

Após o primeiro contato, que geralmente é realizado por meio de um formulário detalhado sobre as informações da empresa solicitante, se inicia um processo de análise minuciosa sobre os ingredientes que compõem o produto e o processo de fabricação.

Essa etapa geralmente é feita por e-mail ou telefone (sob caráter sigiloso) e demora o tempo suficiente até que todos os documentos sejam enviados e analisados pela entidade emissora.

Caso todos os documentos sejam aprovados, é agendada a visita de um rabino ortodoxo à fábrica, para que o mesmo possa avaliar presencialmente se todos os processos e ingredientes estão de acordo com as leis de alimentação kosher.

Caso tudo esteja de acordo, a entidade judaica emitirá o Certificação Kosher e a empresa terá a permissão para usar o selo em suas embalagens e/ou como garantia de qualidade para exportação de seus produtos.

Quem acompanha o processo?

Mesmo após a emissão da Certificação Kosher, a entidade judaica pode solicitar documentos ou mesmo uma visita presencial do rabino à fábrica a fim de verificar se todas as exigências continuam sendo cumpridas.

É importante destacar que todo o processo de certificação e acompanhamento é baseado na transparência e confiança entre ambas as partes envolvidas.

Portanto, todas as mudanças nos processos e ingredientes de fabricação devem ser previamente comunicadas à entidade judaica que emitiu o certificado, sob pena de cancelamento da Certificação Kosher por período indeterminado.

Qual a validade e abrangência do certificado?

A Certificação Kosher tem abrangência nacional e internacional. A validade do certificado pode ser de até um ano e poderá ser renovado a partir de uma nova visita do rabino à fábrica.

Quanto custa?

Como o documento é emitido a partir de uma avaliação individual de cada fábrica, os preços podem variar de acordo com os honorários da entidade judaica que emitirá o certificado e também os investimentos necessários que a empresa solicitante deve fazer para se adequar às normas.

Por isso, não existe um “preço padrão” para se obter a Certificação Kosher, sendo sempre recomendado é entrar em contato com a organização escolhida para informações mais detalhadas de acordo com as características únicas de sua empresa.

Gostou do texto? Compartilhe-o nas redes sociais e ajude a espalhar as informações sobre uma das certificações de qualidade mais importantes da atualidade.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *