Processos

Entenda o que será feito para agilizar a aprovação de novos frigoríficos em SP

Um dos grandes problemas enfrentados –  e constantemente relatado por frigoríficos do Brasil  – é a elevada burocracia para registrar os estabelecimentos. São muitas idas e vindas de documentos até que o negócio seja devidamente registrado pelo órgão competente.

Porém, ao menos no Estado de São Paulo, a situação tende a mudar. Isso porque o Sisp (Serviço de Inspeção de São Paulo), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, atualizou a análise dos documentos para aprovação de projetos.

Ele conta agora com modelos categorizados de MESE (Memoriais Econômico-Sanitário do estabelecimento) e isso promete agilizar todo o tramite dos processos no estado.

César Krüger, médico veterinário da Secretaria, nos conta todas as novidades a respeito dessa atualização que promete facilitar os tramites de aprovação dos estabelecimentos.

Os modelos precisavam de atualização

O modelo até então utilizado era o mesmo desde 1994 e tinha como característica ser único para todas as categorias existentes (entrepostos de carne, mel, ovos e pescado, frigoríficos, graxarias e lácteos). Por esse motivo não contemplava diversas informações importantes que auxiliariam uma análise completa dos projetos.

Por isso, eram recorrentes os projetos que retornavam com não conformidades por deficiência ou falta de informações, sempre atrasando todo o processo.

Para atualizar esses modelos e atender o Programa de Modernização e Desburocratização da Agricultura (Agrofácil SP) foram lançados recentemente memoriais categorizados.

Com isso, cada categoria agora possui um modelo próprio, seguindo suas características intrínsecas. Krüger cita que essa era uma demanda antiga que, enfim, foi aceita. Ele acredita que com a atualização desses novos modelos, que se tornaram muito mais específicos, a análise dos processos que tramitam nos Escritórios de Defesa Agropecuária para o Cipoa ganhará agilidade.

Para  mais informações sobre os novos modelos categorizados, acesse a página virtual da Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo.

Os novos modelos irão facilitar o trâmite dos processos

Certamente, a principal vantagem da categorização dos Memoriais Econômico-Sanitários relaciona-se a maior agilidade na tramitação dos processos dentro da Defesa Agropecuária, desburocratizando o estado.

Com os novos modelos categorizados de Memoriais, as dúvidas pertinentes a cada tipo de estabelecimento são sanadas no momento da primeira análise, evitando desta forma idas e vindas dos processos com questionamentos pertinentes ao fluxo de produção dos estabelecimentos”, explica Krüger.

Com o detalhamento presente nesses novos modelos diminui-se o tempo para efetivação do registro do estabelecimento.

Krüger ressalta também que essa atualização da MESE profissionaliza mais os médicos veterinários. “Isso profissionaliza ainda nosso serviço e o serviço prestado pelos médicos veterinários responsáveis técnicos, já que devem apresentar neste novo modelo de MESE, dados mais completos e complexos referentes ao estabelecimento”.

Você acredita que estes modelos categorizados de Memoriais Econômico-Sanitários irão agilizar o trâmite de aprovação de novos estabelecimentos? Aproveite e compartilhe essa novidade em suas redes sociais!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *