Processos

O que você precisa saber para escolher a melhor serra para carne

O que você precisa saber para escolher a melhor serra para carne

Oferecer um produto acabado com alta qualidade é um mantra repetido exaustivamente entre os integrantes da cadeia produtiva de proteína animal. Abatedouros, frigoríficos e açougues têm buscado ferramentas que possibilitem cortes melhores de carnes; seja bovina, suína ou de aves – como serra. Mas como saber se estamos utilizando a serra ideal? O gerente comercial da Mill, Marcelo Gobbi, aponta as duas principais características de uma boa ferramenta. Confira:

  1. Boas serras são produzidas com liga de aço temperado, modificadas para suportar horas de trabalho sem arrebentar e, assim, comprometer, a produção;
  2. Dentes temperados. Aqui, segundo Gobbi, está o grande segredo: são eles quem garantem um melhor acabamento da carne.

“Existem duas formas de ‘fazer’ o dente: a tradicional estampada, que pode deixar trincas e rebarbas e que reduz vida útil da serra, e uma mais nova que usa retifica e usinagem e não deixa trinca nem rebarba”, explica Gobbi.

A quantidade de dente da serra e o espaçamento entre eles também influencia na produção: os dentes devem estar separados uniformemente, e quanto mais dentes melhor o acabamento, mas se a serra tiver poucos dentes isso oferece um acabamento não tão bom, porém implica em uma produção mais rápida.

Artigo AnteriorPróximo Artigo