Boas Práticas

Quais são os equipamentos indispensáveis para ter um açougue modelo?

Os açougues sempre fizeram parte da vida dos brasileiros. Isso porque, vivendo em um dos países com o maior consumo de carne per capita do mundo, é difícil andar algumas quadras sem se deparar com um desses estabelecimentos.

Contudo, com a recessão econômica que o Brasil enfrenta desde o início de 2013, pesquisas apontam que o consumo de carne – principalmente a bovina – acumula queda de 20% na década . Segundo a Abrafrigo (Associação Brasileiro de Frigoríficos), isso gera consequências que vão muito além da menor lucratividade dos comerciantes, mas desencadeia uma série de outros problemas como demissões em massas e falências.

Por mais que o cenário não seja positivo, é importante discutirmos algumas medidas para controlar a situação. Sendo assim, neste texto vamos focar numa solução que pode ser tomada pelos próprios donos e gestores dos açougues: o investimento em tecnologias e equipamentos.

Como ressalta o zootecnista Paulo Rossi Júnior, coordenador do Laboratório de Pesquisas em Bovinocultura (LapBov) da UFPR (Universidade Federal do Paraná):

“A crise econômica é uma realidade, mas é preciso que a cadeia inteira se organize para sair dela, principalmente o varejo”.

Como os equipamentos podem ajudar os açougues a sair da crise?

Desossar, cortar e refilar carnes em açougues e frigoríficos são funções que, geralmente, demandam recursos valiosos como mão de obra especializada e tempo de trabalho. O objetivo ao se investir em tecnologias e equipamentos modernos é justamente reduzir o uso desses recursos.

Com os equipamentos certos – os quais iremos listar mais à frente – é possível levar muito mais eficiência e praticidade aos açougues, além de:

  • Reduzir custos com mão de obra;
  • Reduzir tempo de operação;
  • Reduzir desperdício de alimentos e insumos;
  • Aumentar a produtividade dos funcionários;
  • Aumentar a segurança dos funcionários;
  • Aumentar a qualidade final do produto comercializado;
  • Agregar valor mercadológico ao negócio como um todo.

Os equipamentos para açougues comercializados atualmente englobam praticamente todas as etapas de produção como processamento, armazenagem, exposição e refrigeração. Por isso, uma pergunta comum ao se decidir investir em equipamentos é “por qual equipamento devo começar?”.

Quais são os equipamentos que um açougue modelo precisa ter?

Devido à grande variedade de equipamentos para açougues disponível no mercado – em termos de marcas e funcionalidades – não é tão fácil afirmar quais são os equipamentos indispensáveis. Porém, iremos listar aqueles que têm apresentado maior custo-benefício aos açougues de todo o Brasil.

1. Modelador de hambúrguer

Os hambúrgueres já caíram no gosto dos brasileiros e contar com um equipamento modelador pode ser uma excelente maneira de aumentar a variedade de ofertas em seu açougue e agregar valor aos seus produtos.

Essa ferramenta pode modelar hambúrgueres a partir de qualquer tipo de carne, o que permite o processamento daquelas mais difíceis de serem vendidas ou mesmo mistura de sobras de cortes.

2. Amaciador de inox para carnes

Em muitos açougues brasileiros ainda é comum o açougueiro bater na carne para amaciá-la, geralmente a pedido do cliente. Além de ser improdutiva, tal prática pode ser perigosa e passar uma impressão de amadorismo ao consumidor.

O amaciador de carnes resolve essa questão. Para ter um custo-benefício ainda melhor, o ideal é que ele seja de aço inox, devido a sua maior facilidade de higienização e durabilidade.

3. Extrator de suco

Quem vive ou já viveu o dia a dia de açougues de médio porte sabe o quanto é complicado recolher, limpar e descartar todo o suco gerado durante o processamento das carnes.

O extrator de suco torna o processo automático, evita a sujeira e, consequentemente, aumenta a produtividade dos funcionários, que poderão focar em outras funções ao invés de coletar o suco da carne.

4. Cortador automático de frios

Basicamente, contar com um cortador automático de frios permite que a produção no açougue seja mais rápida e, consequentemente, ele possa escalar seus negócios e crescer economicamente.

Pode parecer simples, mas imagine precisar contratar funcionários ou deixar o cliente esperando sempre que for necessário cortar uma quantidade maior de frios?

5. Lavador de louça

Lavar os equipamentos e utensílios menores utilizados em açougues é uma daquelas tarefas que, apesar de não estar relacionada diretamente com o produto final em si, é de extrema importância.

Isso porque equipamentos e utensílios sujos significam contaminação das carnes, que por sua vez significa queda na qualidade do produto, risco alimentar e eventuais penalizações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

6. Utensílios menores

Por mais que o açougue seja automatizado e conte com os equipamentos mais modernos do mercado, sempre será necessário também possuir aqueles utensílios menores como facas, bandejas, mesas e suportes.

Não existe muito segredo aqui: quanto maior a qualidade desses utensílios, maior será a segurança, produtividade e qualidade do açougueiro. Por isso, procure escolher marcas renomadas e preferencialmente fabricadas com aço inoxidável, uma vez que este material possui maior vida útil e facilidade de limpeza.

Quer conferir mais dicas sobre açougues, frigoríficos e mercado de proteína animal? Confira os nossos materiais educativos!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *